Penitenciária Feminina de Picos vacina detentas e servidores contra o sarampo

Na quinta-feira (28), 27 reeducandas da Penitenciária Feminina Adalberto de Moura Santos, em Picos, foram vacinadas contra o sarampo. Além das internas, servidores e profissionais também foram contemplados com a vacina.

Segundo a coordenadora de Saúde da unidade, Ingredy Leal, a ação foi realizada em parceria com o programa Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (Pnaisp). “O sistema prisional deve ser campo de atuação desse tipo de ação, visto que as doenças que estão presentes na população em geral também podem estar presentes no sistema carcerário, e de maneira ainda mais peculiar, devido à facilidade de transmissão, por se tratar de um ambiente fechado”, diz.

Para a coordenadora de Saúde Prisional da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), Nathana Karen, inciativas como essa estimulam os internos a se preocuparem mais com a saúde. “Através dessas ações, sensibilizamos os reeducandos para que entendam o quanto é importante a prevenção de doenças e o cuidado com a saúde”, conta.

O sarampo é uma doença infecciosa grave. Sua transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitar o sarampo é através da vacina. Em 2019, a Secretaria de Justiça aplicou mais de 2000 vacinas contra o vírus influenza H1N1, nas unidades penais da Grande Teresina, Bom Jesus e Parnaíba. Reeducandos e servidores foram imunizados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *