Bolsonaro anuncia isenção de visto para chineses

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (24), durante sua viagem à China, que o governo vai isentar os pedidos de visto para a entrada de chineses no Brasil. Ainda não há uma data definida para a entrada em vigor da medida, e o governo não disse se vai haver reciprocidade do procedimento para os brasileiros que queiram viajar para a China.

Atualmente, 60 mil chineses visitam o Brasil por ano. O foco da isenção será lazer e negócios. De acordo com a Embratur, a China é o país com maior número de turistas viajando pelo mundo, com cerca de 141 milhões de chineses viajando ao exterior anualmente. A estimativa é de que, em 2030, sejam mais de 300 milhões de chineses viajando anualmente.

 Jair Bolsonaro, banquete da corte, Palácio Imperial de Tóquio, Japão
Jair Bolsonaro participa de banquete no Palácio Imperial de Tóquio durante visita à Ásia – REUTERS/ Pierre Emmanuel Deletree/Direitos reservados/arquivo

O presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, disse que a medida vai expandir o número de chineses que visitam o Brasil. “É um passo importantíssimo para o nosso projeto de expandir o número de turistas estrangeiros que visitam o Brasil. Vimos o sucesso que a isenção teve em outros países como os Estados Unidos, por exemplo.”

A isenção de visto para a entrada de estrangeiros no país já vale para cidadãos dos Estados Unidos, Austrália, Japão e Canadá, sem a reciprocidade, o que faz com que os brasileiros tenham que ter visto para entrar nesses países.

De acordo com o governo, dados preliminares apontam o crescimento da entrada de turistas americanos, canadenses e australianos em 25%.

Fonte: Agência Brasil-EBC