Policial Militar salva vida de criança engasgada com pirulito na cidade de União


A noite dessa quinta-feira (26) foi de aflição e emoção para os pais de uma criança de três anos de idade, moradora da cidade de União. O menor foi levado pelos pais ao 16º Batalhão da Polícia Militar, onde recebeu os primeiros socorros pelo policial militar André Maia. O menino havia se engasgado com um pirulito e já estava sem respiração quando foi salvo pelo oficial.

pm salva vida de criança

No momento da ocorrência, o PM André Maia agiu rapidamente e utilizou a manobra de Heimlich, uma técnica para desengasgar crianças, na qual as mãos sãos usadas para exercer forte pressão no músculo do diafragma que, pela compressão dos pulmões, induz uma tosse artificial, um movimento que expulsa o que estiver obstruindo a respiração.

Durante o atendimento, o policial também orientou a família, que estava desesperada com a situação. “Os pais estavam muito agitados porque a criança já estava com o rosto roxo e pedi para que eles se afastassem e não tentassem empurrar o pirulito, pois poderia piorar. Então, comecei o procedimento. Ele levou alguns minutos para reagir, mas, em seguida, o objeto foi expelido e o mesmo voltou a respirar normalmente. Fico muito feliz em ter ajudado”, pontuou o militar.

Segundo o policial, esta não é uma ocorrência frequente, no entanto, estar preparado é um dever. “É muito importante que todos os policiais e também toda a sociedade tenha conhecimentos básicos sobre primeiros socorros, pois, em casos como esse, a ação de quem está por perto tem que ser rápida e eficiente’, disse André.

De acordo com o comandante da Polícia Militar, cel. Lindomar Castilho, os policiais são preparados para atender as mais diversas ocorrências. “A formação dos policiais é completa, ela envolve desde os primeiros socorros a combates diretos com força armada. A função da PM é garantir a segurança da população para que vidas possam ser salvas, portanto, independente da situação, o policial tem que estar preparado para servir os cidadãos”, afirmou Castilho.

 

Fonte: CCom Piauí