Casos notificados de Chikungunya caem 72,2% no Piauí


O Piauí reduziu em 72,2% os casos de Chikungunya, em relação ao mesmo período de 2017. Este ano foram 207 casos prováveis em 17 municípios, ano passado foram 744 em 24 municípios. Foi o que apontou o boletim da 16ª semana epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde, apresentado nesta quinta (26).

Também houve redução nos casos de dengue, foram 729 casos suspeitos em 2018 e no mesmo período do ano passado, foram 1.634 notificações, o que representa uma redução de 55,4% dos casos. Já nos casos de zika houve um aumento, foram notificados 23 casos prováveis em seis municípios, ano passado foram seis casos e cinco municípios.

Os casos de febre amarela, foram três casos notificados e descartados no ano passado. Este ano, foi notificado e descartado um caso.

Alerta aos municípios

Apesar da constante queda nas notificações, a Secretaria de Saúde chama atenção do fator que pode contribuir para uma “aparente” queda nos indicadores: a subnotificação dos casos, aliada ao autodiagnóstico, quando o paciente, ao se considerar doente com dengue, não procura o serviço de saúde e, portanto, não é notificado como suspeito da doença. Isso faz da doença uma preocupação contínua dos órgãos de vigilância em saúde no estado.

O técnico de Vigilância em Saúde, da Secretaria, Antônio Manoel, explica qual o impacto dessa subnotificação. “Ela pode sim camuflar uma situação real do agravo, seja por falta de alimentação do próprio sistema pelos municípios, seja por que o paciente se autodiagnostica e não procura mais o serviço de saúde. Então, é importante que os municípios alimentem o sistema”, pede.

O período chuvoso também é um momento que exige atenção por parte da população e serviços de vigilâncias. “Estamos num período chuvoso, o que propicia o aumento de possíveis criadouros dos mosquitos, por isso mesmo a população não pode relaxar em fazer sua parte”, alerta.
Confira o boletim:

 

Fonte: CCom Piauí