Fiscalização eletrônica começa a funcionar nos corredores e faixas


Começaram a funcionar hoje (25) as câmeras de fiscalização eletrônica nos corredores exclusivos para ônibus que abrangem as avenidas Miguel Rosa, Barão de Gurgueia e Henry Wall de Carvalho, na zona Sul da cidade e nas faixas de circulação exclusiva para determinado tipo de veículos, das quais fazem parte as avenidas Frei Serafim, José Francisco de Almeida Neto e as ruas Coelho de Resende e Desembargador Pires de Castro.

Nos corredores exclusivos para ônibus não é permitido circular em nenhuma hipótese, nem que seja para fazer uma ultrapassagem. Os veículos que adentrarem nos corredores poderão ser notificados com base no Artigo 184, inciso III, que corresponde a uma multa gravíssima, no valor de R$ 293,47, e sete pontos na carteira de habilitação.

Já no caso da circulação nas faixas exclusivas os veículos podem circular apenas para ter acesso aos lotes, caso circule por mais de duas quadras estarão sujeitos a notificação também de acordo com o Artigo 184, nos incisos I e II, e multa no valor de R$ 293,47 mais sete pontos na CNH.

Serão um total de 13 câmeras nos corredores das avenidas Miguel Rosa, Barão de Gurgueia e Henry Wall de Carvalho e nas faixas exclusivas são um total de 16 câmeras nas avenidas Frei Serafim, José Francisco de Almeida Neto e nas ruas Coelho de Resende e Desembargador Pires de Castro.

De acordo com o diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, José Falcão, inicialmente foram feitos os testes com as novas câmeras e a partir de agora começa a funcionar o monitoramento de forma definitiva. “Nesse primeiro momento os agentes de trânsito ficarão nos auxiliando nessa fiscalização, pois é preciso que as pessoas respeitam a sinalização e não atrapalhem a circulação dos transportes públicos”, disse.

Falcão enfatiza que o monitoramento nos corredores e faixas exclusivas são realizados de forma semelhante à fiscalização que é feita em grandes centros como São Paulo, Belo Horizonte, Recife, Rio de Janeiro e Fortaleza. “Implantamos aqui o que há de mais moderno no que diz respeito à monitoramento eletrônico. São equipamentos que irão monitorar tanto a velocidade quanto a circulação na faixa e nos corredores exclusivos. Com isso estaremos garantindo a circulação do transporte público e um trânsito mais seguro para todos”, acrescentou.

O diretor explica ainda que existe uma diferença entre circular na faixa exclusiva e que é permitido adentrar para o veículo ter acesso aos lotes. Já nos corredores exclusivos não é permitido nenhum tipo de circulação. “Estamos em um processo de mudança tanto no trânsito quanto no transporte de Teresina, por isso precisamos respeitar os espaços e a sinalização. Só assim conseguiremos um trânsito melhor e mais seguro para todos”, disse.

Os novos equipamentos contam com o sistema OCR, que não exigem laudo de aferição. De acordo com a gerente de Gestão de Trânsito da Strans, Alyne Costa, os novos equipamentos precisam passar por uma avaliação de conformidade, que tem validade de cinco anos. “A aferição dos equipamentos é feita pelo Inmetro e deverá ser feito a cada cinco anos, com isso o equipamento poderá fazer o monitoramento tantos dos corredores quanto das faixas exclusivas”, finalizou.

 

Fonte: Ascom Prefeitura de Teresina