Grupo de Teatro do México realiza apresentação de bonecos na Uespi


A Universidade Estadual do Piauí (Uespi) recebeu, na manhã desta sexta-feira (6), a apresentação teatral de bonecos do grupo Mamulego Fuzuê, da Universidade Autônoma de Sinaloa, no México. A apresentação faz parte da programação do II Festival Internacional de Bonecos do Piauí. A peça trouxe diversão e comédia para alunos dos cursos de Letras Espanhol e Letras Inglês e para o público que presenciou o espetáculo. Os mexicanos se apresentam por diversas partes do país.

teatro de bonecos mexico

A diretora do Departamento de Línguas da Uespi, Luciana Libório, diz que levar o grupo para a instituição foi uma grande honra. “É o momento oportuno e único para fazermos esses intercâmbios culturais entre universidades. A partir dessa visita, nós podemos pensar em possibilidades de intercâmbios culturais em nível de extensão. Para que os grupos artísticos que temos na universidade possam ir ao México difundir a cultura piauiense”, afirma.

Thiago Francisco, integrante do grupo mexicano, explica que a peça é baseada no teatro mamulego. “Nós trazemos hoje um pouco do teatro de mamulego, bonecos no Brasil, junto com o grupo mexicano que fez uma pequena cena que fala sobre o Gnou, que é o boneco popular do México. Então, a ideia é a gente fazer uma demonstração e conversar um pouco com os estudantes sobre teatro”, situa.

O Mamulengo Fuzuê foi considerado, em 2017, o Melhor Espetáculo de Rua do Festival de Cultura Popular de Ilhéus. Fernando Castro, integrante Mexicano do grupo, explica que a peça é voltada para um público de todas as idades. “Nós somos uma companhia universitária do México e o espetáculo que apresentamos é para toda a família. Estamos muito contentes de estar participando desse festival de espetáculos de bonecos no Piauí”, conclui.

bonecos_mexicanos

O Mamulego Fuzuê
Mamulengo Fuzuê é brincadeira aprendida com as tradições, é palhaço na rua, é boneco na tolda, é teatro popular que celebra a arte para despertar a transformação. Segundo informações do site do grupo, o nascimento do Mamulengo Fuzuê aconteceu no Ponto de Cultura Invenção Brasileira, em Taguatinga (DF). Foi no ano de 2007, quando o brincante Thiago Francisco criou o Fuzuê , ao ser iniciado pelos bonequeiros Chico Simões (Mamulengo Presepada) e Walter Cedro (Mamulengo Sem Fronteiras).

Desde sua origem, o cortejo dessa família segue Brasil adentro e mundo afora, com 10 anos firmados na memória e identidade, na celebração da vida e na convivência com mestres e mestras de várias regiões do Brasil. Um grupo jovem, representante da nova geração do Mamulengo, que nutre a magia do teatro, dos folguedos e dos brincantes populares.

O Mamulengo é a forma popular e tradicional do teatro de bonecos no Brasil. Nasceu nos interiores do Nordeste e, de lá, migrou para grandes centros e outras regiões. É chamado de Mamulengo, em Pernambuco e no Distrito Federal, mas também recebe diversos nomes pelo Brasil. É Babau, na Paraíba; João Redondo ou Calunga, no Rio Grande do Norte; e Cassimiro Coco, no Ceará, Piauí e Maranhão.

 

Fonte: CCom Piauí