Radar da Copa: o oportunismo de Lewa, a classe de David Silva e a estrela de Salah


Faltam 72 dias para a Copa do Mundo, e o fim de semana foi de volta dos principais campeonatos europeus após a pausa para amistosos de seleções. Estávamos com saudade de acompanhar as estrelas pelo mundo. Então, vamos logo ao que interessa!

DESTAQUES POSITIVOS

Lewandowski (Polônia): no lugar certo, na hora certa. O matador polonês deixou um hat-trick e foi responsável por metade dos gols do Bayern de Munique na goleada de 6 a 0 sobre o rival Borussia Dortmund, pelo Alemão. Não foi brilhante, mas mostrou oportunismo e bom posicionamento.

David Silva (Espanha): aquela classe de sempre. O meia deu duas assistências preciosas para gols de Sané e Sterling na vitória do Manchester City por 3 a 1 sobre o Everton, que deixou o time com uma mão no título da Premier League.

Salah (Egito): a fase impressionante continua. Foi decisivo ao marcar o gol da virada do Liverpool sobre o Crystal Palace, fora de casa, por 2 a 1.

Dele Alli (Inglaterra): o meia jogou muita bola na vitória do Tottenham sobre o Chelsea por 3 a 1 fora de casa, marcando dois gols. O primeiro foi de pura agilidade e inteligência, e o segundo foi de oportunismo e raça.

2018-04-01t162628z_1868447765_rc157364b8f0_rtrmadp_3_soccer-england-che-tot

Khedira (Alemanha): além da usual qualidade de marcação, desta vez se aventurou no ataque e mandou bem. Fez gol e deu bela assistência na vitória da Juventus sobre o Milan por 3 a 1, pelo Italiano.

James Rodríguez (Colômbia): o principal nome da seleção colombiana vem resgatando a confiança e teve ótima atuação na goleada do Bayern sobre o Borussia por 6 a 0. Fez gol, deu duas assistências e participou ativamente da partida.

Dybala (Argentina): ele corre risco de ficar fora da lista de Jorge Sampaoli para a Copa do Mundo, mas segue brilhando na Juventus. Marcou em bonito chute de fora da área e deu assistência na vitória da Juventus sobre o Milan por 3 a 1.

Raúl Jiménez (México): titular de sua seleção, o meia-atacante vem tentando recuperar espaço no Benfica e fez bonito no fim de semana. Deu linda assistência de letra para o segundo gol do brasileiro Jonas na vitória por 2 a 0 sobre o Vitória de Guimarães, pelo Português.

MENÇÕES HONROSAS

Não podemos esquecer de citar outras boas atuações, como a do atacante Mané (Senegal), que fez um gol pelo Liverpool e aida teve outro anulado. Thomas Müller (Alemanha) também deixou o seu pelo Bayern e ainda deu uma assistência. No Tottenham, o meia Eriksen (Dinamarca) marcou um golaço contra o Chelsea. Icardi (Argentina), que assim como Dybala corre risco de não ir à Copa por opção do treinador, deixou dois na vitória da Inter de Milão sobre o Verona por 3 a 0, ambos com assistência de Perisic (Croácia), que também balançou a rede.

E Lionel Messi? Aos 43 minutos do segundo tempo, o “ET” tirou da cartola um belo chute de fora da área, cheio de efeito, para arrancar o empate do Barcelona com o Sevilla por 2 a 2.

E Cristiano Ronaldo? O craque português foi poupado no Real Madrid por conta das quartas de final da Liga dos Campeões.

Também vale mencionar três jogadores da Sérvia, que será adversária do Brasil na fase de grupos do Mundial da Rússia. O zagueiro Ivanovic – que vive má fase, está na reserva da seleção e perdeu a braçadeira de capitão – abriu o placar na vitória do Zenit por 2 a 1 sobre o Ufa, pelo Campeonato Russo. O meia Ljajic entrou no segundo tempo e fez o terceiro gol da vitória do Torino sobre o Cagliari por 4 a 0. E o meia Milivojevic fez de pênalti para o Crystal Palace em casa, mas o time não resistiu ao Liverpool e perdeu de virada por 2 a 1.

DESTAQUES NEGATIVOS

Roman Bürki (Suíça): o goleiro do Borussia Dortmund não teve influência direta no resultado, mas levar seis gols em uma mesma partida é sempre um destaque negativo. O Bayern deitou e rolou na goleada por 6 a 0. Bürki disputa com Sommer a posição de titular na seleção suíça, que será adversária do Brasil na Copa.

Roman Bürki lamenta mais um gol sofrido na derrota por 6 a 0 para o Bayern (Foto: REUTERS)

Roman Bürki lamenta mais um gol sofrido na derrota por 6 a 0 para o Bayern (Foto: REUTERS)

Francisco Calvo (Costa Rica): o defensor, que é titular de sua seleção, marcou o gol contra que definiu a derrota do Minnesota United para o Atlanta United por 1 a 0 em casa, pela MLS. A Costa Rica está no grupo do Brasil no Mundial.

Morata (Espanha): apesar de ter feito gol pelo Chelsea, novamente teve má atuação no geral e mostrou que a péssima fase técnica persiste. Antigo titular absoluto do ataque espanhol, ficou fora da lista dos últimos amistosos e corre sério risco de não ser convocado.

Götze (Alemanha): principal nome do Borussia, nada fez na derrota por 6 a 0 para o Bayern. Depois de marcar o gol do título alemão na Copa de 2014, ele passou por problemas físicos e não conseguiu recuperar o bom futebol. Provavelmente não será convocado por Joachim Löw.

RETORNOS IMPORTANTES

A Inglaterra respira aliviada. O artilheiro Harry Kane se recuperou da lesão no tornozelo direito e voltou a jogar. Ele entrou aos 29 minutos do segundo tempo na vitória do Tottenham sobre o Chelsea.

Harry Kane em ação contra o Chelsea no fim de semana (Foto: REUTERS)

Harry Kane em ação contra o Chelsea no fim de semana (Foto: REUTERS)

E em solo costarriquenho, a boa notícia é em relação a Joel Campbell. O atacante, que é uma das estrelas de sua seleção ao lado de Bryan Ruiz, teve seus primeiros minutos em campo desde 30 de outubro de 2017, quando sofreu grave lesão no joelho. Recuperado, entrou aos 37 da segunda etapa na vitória do Betis sobre o Getafe, pelo Espanhol. Para Tite ficar de olho! Afinal, a Costa Rica será nossa adversária na Rússia.

Joel Campbell em ação pelo Betis antes da lesão, em outubro. Ele voltou! (Foto: CRISTOBAL DUENAS / SPAINDPPI / DPPI)

Fonte: Globo Esporte