Grupo Matizes faz plantio de 50 ipês no Complexo da Ponte Estaiada


O Matizes, grupo responsável pela organização da Parada da Diversidade, realizou, no fim da tarde de ontem (07), o plantio de 50 ipês no Complexo da Ponte Estaiada. A inserção dessas mudas de árvores se configura como uma medida compensatória pela realização da última edição do evento, ocorrido em 2017. Na oportunidade, o grupo homenageou pessoas que têm ou tiveram uma atuação significativa em defesa dos direitos dos LGBTTs. Tudo aconteceu sob o som dos tambores do Grupo Afro Ijexá.

grupo matizes

A ação foi forma de dar cumprimento ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado junto ao Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI), que determinou o plantio de quinze mudas de árvores, mas com o apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semam) esse número foi ampliado, com a intenção de contribuir ainda mais com o conforto ambiental e embelezamento daquela área, onde, habitualmente, acontece a Parada da Diversidade.

Além desse apoio, a Semam ficou responsável por fazer as devidas orientações e o acompanhamento dessa compensação ambiental, trabalho também estabelecido no referido TAC.

Segundo a coordenadora do Matizes, Marinalva Santana, essa medida foi cumprida com muita alegria e sem sentimento de obrigação, já que grupo também atua em defesa do meio ambiente. “Fizemos esse plantio de bom grado e sem nos sentirmos obrigados a isso. Na verdade, o Matizes também atua nessa questão da sustentabilidade, que inclusive já foi tema de uma das edições da Parada da Diversidade. Além disso, temos uma parceria frutífera com a Apipa. Então essa ação foi uma forma de reafirmarmos o nosso compromisso com a causa ambiental”, pontua.

De acordo com o secretário da Semam, Olavo Braz, o órgão vem orientando e acompanhando todas as compensações ambientais que são determinadas, sejam pelo Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI) ou pela pasta. “Para nós, é gratificante ver uma organização como o Matizes mostrando seu compromisso com o meio ambiente. Assim como fizemos com eles, dando apoio e orientando, fazemos com outras compensações que são exigidas, sejam aquelas estabelecidas pelo MPPI ou pela Semam”, afirma o gestor.

13 PESSOAS FORAM HOMENAGEADAS

A ação, nomeada pelo Grupo Matizes de “Preservar o meio ambiente faz a diferença”, também foi uma forma de homenagear pessoas que fazem ou fizeram a diferença nas lutas levantadas pelo movimento LGBTTs.

Uma dessas pessoas foi Júnior Araújo (in memorian), idealizador do Coletivo Salve Rainha Café Sobrenatural, que recebeu, em sua homenagem, o plantio de 20 ipês brancos. O médico Noronha Filho e as travestis Makelly Castro e Savana Vougue também receberam essa homenagem póstuma.

Outros nomes homenageados foram: Andrea Cronemberger Rufino, Carolina Magalhães Fortes, Bárbara Melo, Fábio Novo, Sônia Terra, Monique Alves, Grupo Afro Ijexá (Gardênia de Carvalho), Solimar Oliveira e Antônia Aguiar.

 

Fonte: Ascom Prefeitura de Teresina