Uespi e Fiocruz discutem qualificação dos fisioterapeutas no SUS


A Universidade Estadual do Piauí (Uespi) realizou, nesta terça-feira (27), uma reunião com representantes da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para discutir a melhoria no atendimento em fisioterapia no Sistema Único de Saúde (SUS) do Piauí.

uespi e fiocruz

Usando como ferramenta o Sistema de Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS), o objetivo é promover a qualificação de profissionais de saúde de nível superior para atendimento inicial, além da identificação de necessidade de avaliação e tratamento fisioterapêutico. O projeto é voltado para a atuação de fisioterapeutas em redes de atenção ao SUS, atendendo a demanda de problemas de saúde da população, como distúrbio osteomusculares.

Na reunião, foram discutidas ofertas para atingir a esses objetivos, como cursos livres de extensão e pós-graduação lato sensu, oferecidos por instituições educacionais integrantes da rede UNA-SUS. De acordo com os gestores da Fiocruz, é pretendido também oferecer apoio presencial e tutorial na realização desses cursos.

O público-alvo dos cursos de capacitação são profissionais de nível superior do SUS, como médicos e fisioterapeutas em atuação. Entre os temas que serão debatidos nos cursos encontram-se: A fisioterapia na Atenção Básica e Centro de Referências no SUS; A reabilitação Funcional- estudos básicos em caso de dor nas costas, ombros, cefalia tensional e dor no joelho.

“O projeto tem foco muito importante para a formação de profissionais, mediante a programas educacionais. Pensando no programa da atenção básica com demanda ligada a fisioterapia, buscamos a melhoria especializada do médico, ou outro profissional”, comenta o representantes da Fiocruz, José Santana.

De acordo com o Diretor do Departamento de Pós-graduação da PROP, Pedro Pio, na reunião ainda foi discutido a possibilidade da instalação de programas de mestrado interinstitucional (Inter) e/ou doutorado interinstitucional (Dinter).

 

Fonte: CCom Piauí