Corso de Teresina supera 2017 e movimenta mais de R$ 50 milhões


No último dia 3 de fevereiro, o Corso de Teresina levou à avenida Raul Lopes pelo menos 400 mil foliões, de acordo com cálculos do Centro Integrado de Segurança Pública do Estado do Piauí, apresentando um crescimento de 21,2% em relação ao ano de 2017. O número de turistas na avenida, que chegaram a Teresina vindos do interior do Piauí ou de outros estados brasileiros, chegou a 24 mil pessoas.

corso 2018

Esses números estão sendo divulgados pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), que realizou uma pesquisa de opinião junto aos foliões, aplicada por pesquisadores – alunos da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e técnicos da Coordenação Especial de Turismo.

O gasto do teresinense em função do Corso foi de R$ 122,00, o que gerou um movimento de R$ 45,9 milhões, enquanto o gasto do turista esteve bem acima, posicionado em R$ 294,50, gerando um movimento de R$ 7,1 milhões. Os dois gastos levaram a R$ 53 milhões movimentados em função do Corso 2018.

Para o secretário da Semdec, Aluísio Sampaio, o Corso de Teresina está tomando uma nova dimensão, atraindo não apenas para os carros alegóricos, mas também para as fantasias individuais. “O importante é que o evento está se consolidando cada vez mais, com um crescimento ascendente no número de participantes”, disse o secretário.

Nos últimos sete anos, o Corso de Teresina apresentou o seguinte fluxo de pessoas, calculados pela Secretaria Estadual de Segurança Pública: 2012: 40 mil pessoas; 2013: 100 mil pessoas; 2014: 150 mil pessoas; 2015: 250 mil pessoas; 2016: 300 mil pessoas; 2017: 330 mil pessoas; e 2018: 400 mil pessoas.

Fonte: Ascom Prefeitura de Teresina