Frio extremo: sensação térmica de -30ºC surpreende atletas em PyeongChang


Os suecos cobrem suas cabeças com gorros. Os canadenses não abrem mão dos casacos grossos. Já os americanos apelam até mesmo para uniformes com aquecedores. Está certo que a Olimpíada é de Inverno, mas PyeongChang tem levado a palavra frio ao pé da letra. A poucos dias da cerimônia de abertura, que acontece na próxima sexta-feira, as temperaturas na Coreia do Sul estão extremas, incomodando até mesmo atletas de países acostumados a invernos rigorosos. Nesta terça-feira, às 8h, os termômetros marcavam -19ºC. Com o vento forte, a sensação térmica chegou a -30ºC, o que torna inviável ficar mais que dez minutos fora de uma área com aquecimento. Os sul-coreanos prometeram os Jogos mais frios da história e até aqui estão cumprindo à risca.

Em Sochi, a situação foi completamente diferente. A cidade russa, sede da Olimpíada de Inverno de 2014, recebe turistas de veraneio. O inverno não é rigoroso e em alguns dias era possível ver atletas nas ruas sem casacos grossos. Em alguns dia a temperatura chegou a bater acima de 0ºC.

– Estou acostumado com Jogos de Inverno e tem sido difícil até para eu trabalhar. Quando vejo, estou congelando de tanto frio. E tem sido difícil também reconhecer os atletas alemães e de outros países. Está tão frio que todos evitam passar pelas áreas comuns e quando passam estão com os rostos cobertos para se proteger – brinca Max Bosse, do jornal Zeitung, de Berlim.

Presidente do COI, Thomas Bach se protege do frio na Vila Olímpica (Foto: Getty Images) Presidente do COI, Thomas Bach se protege do frio na Vila Olímpica (Foto: Getty Images)

Presidente do COI, Thomas Bach se protege do frio na Vila Olímpica (Foto: Getty Images)

Na sexta-feira, na cerimônia de abertura, a preocupação da organização é grande, já que o Estádio Olímpico é aberto e exposto ao frio. No site oficial do evento, a todo momento os espectadores são avisados sobre a necessidade de trazerem roupas para combater o clima hostil. Além disso, haverá distribuição de gorros, luvas, os assentos do estádio terão aquecedores e os torcedores ganharão cobertores. Também serão montadas ao redor do estádio áreas cobertas com aquecedores e bebidas quentes como chás e café estarão disponíveis.

– Geralmente estou acostumada com o frio, mas o vento está rasgando muito e estamos preparados para isso. Nós somos atletas olímpicos de inverno e tentamos estar o mais preparados possível. A temperatura me surpreendeu. Estive aqui no ano passado, para uma etapa da Copa do Mundo, e não estava tão frio como agora – conta a canadense Cynthia Appiah, do bobsled.

A previsão metereológica é de que na próxima semana o frio dará uma trégua, com o aumento da temperatura na cidade. A previsão é de que os termômetros marquem como mínima -5ºC. Na semana seguinte, contudo, o frio extremo volta. A organização vigia de perto a situação com uma “Sala de Controle Climático”. É que em algumas provas os atletas ficam por horas expostos ao frio. Sendo assim, há um limite que visa preservar a saúde dos competidores. Temperaturas extremas podem até mesmo cancelar ou atrasar alguma prova.

“Em caso de frio extremo ou qualquer outra situação que faça com que possamos cancelar ou adiar uma prova, a decisão será tomada na hora, no local. Mas, para a maioria das competições, -19ºC é uma temperatura aceitável”, disse a Organização.

Os brasileiros também têm sofrido com o frio. Odirlei Pessoni, do bobsled, é um dos que tem sofrido. O paulista brinca que a sensação térmica parece estar em -80ºC.

– Eu espero que eles também estejam sentindo esse frio. Todos estão sofrendo um pouco, é muito difícil. Aqui, quando venta, venta muito. O rosto começa a queimar. E quando ficamos na pista trabalhando, os dedos dos pés e mãos congela muito rápido. Então essa parte está muito difícil. Pegamos -28ºC em Lake Placid, nos Estados Unidos, mas aqui a sensação térmica parece estar muito pior, -80ºC – brinca o brasileiro.

Os Jogos de Inverno de PyeongChang vão de 8 a 25 de fevereiro. A TV Globo e o SporTV transmitem os Jogos de Inverno, e o GloboEsporte.com acompanha em cobertura completa.

Fonte: Globo Esporte