Rodoviários do DF paralisam circulação de ônibus por reajuste salarial


Rodoviários paralisaram as atividades desde a madrugada desta segunda-feira (28) em todo o Distrito Federal. As garagens de todas as empresas amanheceram fechadas. Cerca de um milhão de passageiros usam os ônibus do DF por dia.

rodoviarios df
Passageiros aguardam ônibus em parada de Taguatinga. Foto: Aldair Fernando/G1

Até as 6h, passageiros relatavam falta de ônibus em regiões como Planaltina, Sobradinho, São Sebastião, Riacho Fundo I, Riacho Fundo II, Setor O, M Norte, Paranoá e Recanto das Emas.

terminal
Rodoviária de Sobradinho II vazia nesta segunda-feira (28). Foto: Arquivo Pessoal

Segundo o sindicato, a mobilização é por tempo indeterminado. Há pelo menos um mês, a categoria tenta conseguir aumento salarial de 10%. Na época, os patrões concederam uma reposição de 4% – referente à inflação –, no salário e benefícios, que está sendo paga desde julho.

As empresas informaram terem sido pegas de surpresa e que os rodoviários receberam outra proposta de aumento de 4,5% no salário – mais reajustes relativos aos benefícios de alimentação (5%), plano de saúde (12%), odontológico (12%) e cesta básica (6%). A categoria não aceitou a proposta.

rodoviarios 1
Imagem aérea mostra Rodoviária do Plano Piloto sem circulação de ônibus. Foto: TV Globo/Reprodução

Por causa da paralisação, mais carros passaram a circular nas ruas do DF – inclusive de transporte pirata. O Metrô informou que funciona normalmente. Segundo a companhia, o fluxo aumentou nas estações de Ceilândia e Samambaia.

Apesar da manifestação, rodoviários da TCB e de cooperativas mantiveram as atividades nesta segunda.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e o Detran informaram que vão manter as faixas exclusivas da EPTG, EPNB, W3 Norte, W3 Sul e Setor Policial Sul liberadas até a meia-noite. O motorista que for multado por engano vai poder recorrer.

 

Fonte: G1.globo