Emater realiza oficinas de beneficiamento do caju no 5º Festival da Cajuína


Para este ano o Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) levou ao público que visita o evento oficinas de produção de cajuína, geleias e doce de caju.  O Emater se insere no 5º Festival da Cajuína dentro de uma ação de incentivo ao beneficiamento do caju de forma integral, uma vez que a cajucultura é uma cadeia muito importante para o desenvolvimento do estado, embora ela tenha sofrido com a estiagem o Governo do Estado tem buscado estratégias para amenizar este problema.

festival da cajuina Kalil Luz, diretor de Educação do Emater, explica que no contexto do desenvolvimento da cadeia do caju, o Emater vê cada vez mais a  necessidade de beneficiamento do fruto, seja para a produção de cajuína que é nossa bebida mais nobre, ou para a fabricação de outros produtos, gerando valor agregado  e, consequentemente, mais renda para as famílias. “Nesta perspectiva, no festival as nossas extensionistas vão trabalhar a utilização do pedúnculo para a produção de doces cremosos e em pasta, e também a fruta sólida para a produção de compotas, assim também oficinas para a produção da cajuína propriamente dita”,disse o diretor de Educação do Emater.

No curso serão abordadas técnicas de  boas práticas de fabricação e processamento do caju em forma de doces, geleias e doces cristalizadas. A extensionista Luciana Ferreira explica que ao realizar estas oficinas pretende-se divulgar mais ainda o potencial do caju. “Somos parceiros desde a primeira edição, trazendo nosso conhecimento para ser dividido com agricultores locais. Este ano tivemos uma grande participação, com destaque para as produtoras e produtores de cajuína de Barras”, finalizou.

O diretor geral do Emater, Marcos Vinicius, destaca que o 5º Festival da Cajuína vem abrilhantar todo um processo de revitalização da cajucultura pelo Governo do Estado, tendo em vista a importância desse setor na economia do estado. “O governador Wellington Dias autorizou a aquisição de mais de um milhão de mudas através do Programa de Mudas e Sementes, a fim de amenizar  a queda na produção de caju. Hoje um dos cursos mais solicitados  para o Emater é sem dúvidas o de processamento do fruto, e queremos parabenizar a todos os organizadores  deste que é um evento de grande importância para o Piauí”, finalizou.

 

Fonte: CCom Piauí