Servidores da saúde protestam por melhoria salarial nesta segunda (28)


O Sindicato dos Servidores da Saúde Pública no Estado do Piauí (Sindespi) realizará na segunda-feira, 28/08, um ato público, às 9h00, em frente à Secretaria de Administração e Previdência do Estado, no centro administrativo, zona Sul de Teresina.  O  objetivo da manifestação é pressionar o secretário de administração, Franzé Silva, a agendar reunião conjunta do Sindespi com as secretarias de Administração e de Saúde para tratar de pauta de reivindicações da classe.

A presidente do Sindespi, Edina Martins, afirma que o Sindicato tenta avançar nas negociações sobre a pauta de reivindicações mas, segundo ela,  há um “jogo de empurra” de uma secretaria para outra, enquanto a classe aguarda respostas para demandas que afetam os  servidores em todo o Estado.

“Nós já estivemos com o Franzé que disse não poder resolver nada dessa pauta, que nós temos que negociar é com o secretário de saúde, Florentino Neto. Estivemos com o secretário de saúde, que disse que depende também do secretário Franzé. Então está um jogando a bola para o outro e não atendem a necessidade da categoria”, afirma Edina Martins.

No ato público de segunda-feira o Sindespi reivindica pontos como o reajuste salarial, reenquadramento dos administrativos e dos profissionais de saúde; promoção e progressão, descongelamento do adicional de insalubridade, auxílio transporte e o pagamento do vencimento Classe 01 padrão A para os prestadores de serviço conforme Plano de Carreira dos efetivos.

Os diretores do sindicato denunciam ainda que no dia 03 de agosto deste ano, o governo do Estado concedeu aumento para os médicos, deixando de lado toda a categoria de servidores saúde.

“Isso é um descaso com os demais servidores, porque a saúde é um conjunto. A peça médico não é mais importante que os demais, todos são importantes dentro da área de saúde, mas o governador prioriza quem ganha mais, ignorando os demais servidores”, denuncia a presidente do Sindespi.

 

Fonte: Cidadeverde.com