Águas de Teresina ativa poços em áreas críticas de abastecimento


Como parte das ações que compõem o plano emergencial para levar água às áreas com problemas crônicos de abastecimento, a Águas de Teresina fez a ativação de três poços, sendo dois no Portal da Alegria, zona Sul e um no bairro Gurupi, zona Sudeste da capital.  As intervenções irão beneficiar aproximadamente 30 mil pessoas nas duas regiões.

No Portal da Alegria, os dois poços têm vazão de 40.000 litros/h cada. Já o poço ativado no bairro Gurupi tem um volume de produção de 25.000 litros/h. As equipes continuam nessas regiões fazendo ajustes na operação para otimizar o fornecimento.

O Portal da Alegria e Gurupi estão localizados nas regiões mapeadas pela Águas de Teresina com problemas crônicos de abastecimento e que já estão sendo atendidos pelo plano emergencial que visa minimizar os impactos do B-R-O Bró, período mais quente do ano.

No caso específico do Gurupi, o bairro está situado na região do Grande Dirceu, onde a empresa vai fazer a instalação de booster, unidade de bombeamento ligada à rede principal, para aumentar a pressão e manter a vazão da água, reforçando o fornecimento. A obra irá beneficiar quase 20 bairros que integram a região e compõe o plano de ação de até 180 dias.

Tal plano prevê intervenções em pelo menos 14 bairros da cidade. “Temos um cronograma de ações que incluem intervenções a curto, médio e longo prazo para que a população tenha água com regularidade e qualidade. Nesse momento nossa prioridade tem sido atuar em regiões críticas de modo que as pessoas tenham um B-R-O Bró melhor do que anos anteriores”, destaca Clayton Bezerra, gerente de operações da Águas de Teresina.

Entre outras obras já executadas pela concessionária estão interligações de rede em bairros da zona Sul, a exemplo dos residenciais Eduardo Costa e Orgulho do Piauí, cuja intervenção beneficiou mais de 7,2 mil pessoas. Ação similar foi feita também no Angelim, com objetivo de ampliar a oferta de água. A mesma atenção vem sendo dada à região da Santa Maria da Codipi e outros bairros com problemas crônicos de falta de água.

Teresina vai ter, em até 5 anos, 860 mil pessoas beneficiadas, mais de 250 Km de novas redes de água; 17,6 mil novas ligações e ampliação da reservação em 9.600m³ (9.600.00 litros) e implantação de novas adutoras para atender com regularidade e qualidade toda a zona urbana da capital.

A Águas de Teresina assumiu, no dia 07 de julho, os serviços de abastecimento de água e tratamento de esgoto da capital do Piauí. Com investimentos de R$ 1,7 bilhão – sendo R$ 650 milhões nos primeiros cinco anos -, a empresa irá trabalhar para melhorar a qualidade de vida e saúde dos teresinenses.

 

Fonte: Cidadeverde.com