Programa discute estratégias para o desenvolvimento de clusters em Teresina


Nesta semana, na sede do SEBRAE, foi realizada nova reunião do Programa Teresina Competitiva para a apresentação de mais uma etapa do projeto. A iniciativa da Prefeitura de Teresina em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN) e a empresa Cluster Consulting, busca através da metodologia de clusters, atuar na expansão e desenvolvimento econômico da capital.

1.1

Em fases anteriores foram identificados e analisados dez clusters em Teresina. Destes, quatro foram priorizados neste primeiro momento do programa. São eles: serviços de saúde, educação, indústria de moda e tecnologia da informação.

Na reunião foi apresentada a proposta de estratégia que será usada no desenvolvimento dos quatro clusters prioritários. O diretor da Cluster Consulting, Carlos Tarrasón, ressaltou que o modelo que será usado em Teresina segue os exemplos de clusters da Catalunha, na Espanha, e de Medellín, na Colômbia. “É importante ressaltar que não existe um modelo pronto que se encaixe perfeitamente a realidade de Teresina. Vamos discutir para encontrar o que melhor se adeque a realidade da capital”, disse.

O diretor acrescentou que o modelo de cluster aprovado terá três pontos diferenciais. “Primeiro a visão de negócio. Estamos trazendo informações, estratégias e visão de negócios para que cada cluster seja mais competitivo no mercado. Segundo, ele é uma ação articulada, que é muito mais potente e possibilita o acesso a programas transformadores. E o terceiro é que, no cluster, em razão da ação conjunta, eles terão melhor acesso à informação e maior facilidade de apoio em ações de infraestrutura entre outras”, garante.

O secretário municipal de Planejamento, Washington Bonfim, falou que a Prefeitura reuniu diversas instituições para juntas discutirem o melhor modelo para ser aplicado em Teresina. “Temos o desafio de encontrar o modelo que mais se adeque a capital. Por isso, reunimos os atores que têm uma relação direta com o desenvolvimento econômico da cidade como o SEBRAE, a SEPLAN do Governo do Piauí, o Banco do Nordeste entre outros”, pontuou.

Os próximos passos do Teresina Competitiva serão a apresentação pública dos resultados para as instituições e empresários envolvidos no Programa, e no curto prazo o início das iniciativas de melhora da competitividade nos clusters priorizados.

Redação