Acidentes mataram 19 pessoas em estradas federais do Piauí em julho


A Polícia Rodoviária Federal divulgou o balanço das ocorrências registras nas rodovias federais que cortam o Piauí neste mês de julho, período de férias escolares em que o trânsito costuma ficar mais intenso. 135 acidentes foram registrados, 18 deles com vítimas fatais. Ao todo, 150 pessoas ficaram feridas e 19 morreram.

O número de acidentes e de feridos é menor do que no ano passado. Entretanto, os acidentes causaram menos mortes.  Foram 142 acidentes, deixando 178 pessoas feridas e 11 mortos em 2016.

Foto: PRF

Na BR-135, que ficou conhecida como “Estrada da Morte”, depois de sucessivos acidentes com vítimas fatais, três mortes foram registradas em julho. Segundo a PRF, foram 17 acidentes na estrada que liga a cidade de Gilbués à Corrente, no sul do Piauí. 20 pessoas ficaram feridas.

Foram feitas 5043 autuações de motoristas em irregularidades, em 12.432 veículos fiscalizados durante o mês de julho. Entre as infrações que mais causam acidentes, houveram 139 flagrantes de excesso de velocidade, 316 ultrapassagens irregulares (266 em faixa dupla), e 87 condutores flagrados dirigindo embriagados. Dezenove deles foram presos por alcoolemia.

Foi observada também a negligência dos motoristas quanto aos artigos de segurança a serem usados nos veículos, que podem salvar vidas. A PRF fez 250 autuações de condutor ou passageiro de motocicleta trafegando sem capacete, 254 autuações de condutor ou passageiro sem cinto de segurança e 54 de crianças viajando sem usar a cadeirinha.

A fiscalização da PRF ainda flagrou diversas ocorrências de crimes, e 71 foram presas durante o mês de julho. Segundo o balanço, foram apreendidos, ao todo, 256 kg de maconha e 7 kg de crack, além de cinco armas de fogo.

Fonte: Portal O Dia