Mercosul pedirá ao governo venezuelano para suspender a eleição constituinte


O vice-chanceler argentino, Daniel Raimondi, disse hoje (20) que o Mercosul fará um pedido para que o governo da Venezuela suspenda a convocatória para a eleição de uma Assembleia Constituinte e restitua a ordem democrática, na abertura da Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados e a 50ª Reunião Ordinária do Conselho do Mercado Comum, que se realiza na cidade de Mendonza, na Argentina.

“Nos preocupa especialmente que as autoridades venezuelanas se abstenham ou desistam de realizar a eleição prevista para o dia 30 deste mês para a Assembleia Constituinte”, disse Raimondi à imprensa no Hotel Intercontinental, onde acontece a cúpula. “Convocar essa eleição é  um passo na direção errada”, explicou o diplomara, que reclamou mais “diálogo entre as partes em disputa”.

 

Fonte: Agência Brasil