Piauí bate recorde em produção de energia eólica


Bons ventos impulsionam a produção de energia eólica no Piauí. Nessa segunda-feira (10), o governador Wellington Dias anunciou recorde atingido em um projeto da Casa dos Ventos, situado no município de Marcolândia, no sudeste do estado. No dia 7 de junho de 2017, o fator de capacidade líquido (FCL) do Piauí alcançou a marca de 83%, uma produtividade considerada espetacular, tendo em vista a média de outros estados, que gira em torno de 40%. É como se as torres chegassem próximo ao limite de capacidade.

“É um recorde que nos orgulha muito, porque vira um fator de aproveitamento. Alguém que implanta um gerador de energia eólica em determinada região do Brasil pode lá aproveitar até 45%. No Piauí, o dobro. Isso é extraordinário” comemorou o governador.

Os números foram apresentados em audiência com representantes da Casa dos Ventos e da Enel Green Power. As empresas estão entusiasmadas com o desempenho alcançado em terras piauienses. Clécio Eloy, diretor executivo da Casa dos Ventos, destacou a regularidade l, como o principal diferencial.

“Enquanto em outros locais você tem meses com FCL de 20% e meses com FCL de 70 a 80%, aqui no Piauí é sempre de 50% a 70%. Os projetos da Casa dos Ventos no Piauí tiveram fator de capacidade de 75%, um recorde no país” revelou Eloy.

Atualmente no Piauí, há mais de 60 projetos de energia eólica e 2 projetos de energia solar. Os investimentos no setor de energia limpa, sopram na contramão da crise econômica. A Enel Green Power, deve inaugurar neste segundo semestre, o primeiro parque de energia solar em produção no estado, o Nova Olinda. A empresa projeta um novo investimento, para ter no Piauí, um dos maiores parques de energia eólica do mundo.

No final do mês, por ocasião do Festival Serra da Capivara, o governador Wellington Dias deve visitar o projeto de energia solar da Enel Green Power, em São João do Piauí, Ribeira do Piauí e Brejo do Piauí. Na mesma viagem, Dias vai verificar também o projeto do Grupo Votorantim, voltado para fabricação de torres e montagem de equipamentos de energia eólica.

Participaram da audiência no Palácio de Karnak, os secretários de Planejamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Mineração e Recursos Renováveis, além de gestores do Interpi, Incra e Procuradoria Geral do Estado.

 

CCom