mo” Renan, em novo vídeo sobre Temer: “Mesmo badalado pelo mercado, vai aprofundar o abismo”


Após deixar a liderança do PMDB, o senador Renan Calheiros (AL) vestiu de vez o uniforme oposicionista e gravou mais um vídeo em que, como tem feito nos últimos meses, faz firmes críticas à gestão do presidente Michel Temer. Por meio de suas redes sociais, Renan fala por cerca de 30 segundos sobre o que seriam deslizes de Temer em projetos como Bolsa Família e Fies, o financiamento estudantil para alunos de baixa renda. “O governo Temer, mesmo badalado pelo mercado, vai aprofundar o abismo”, diz Renan.

O senador pontuou ainda os problemas de orçamento da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Essa semana, a PRF anunciou a suspensão de diversos serviços, além da redução no patrulhamento das rodovias como medidas econômicas justificadas pela falta de recursos.

Ontem (quinta-feira, 6), apesar de não mencionar o drástico corte no orçamento, a PF anunciou o fim da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba. A PF também já havia anunciado a suspensão de emissão de passaportes por “insuficiência no orçamento”. No vídeo, Renan encerra afirmando que Temer “conseguirá a proeza de ser o refundador do caos”.

Renan deixou a liderança do PMDB no dia 28 de junho. Na ocasião, reiterou as firmes críticas que tem feito, nos últimos meses, à gestão de Michel Temer. O senador disse que o governo do colega de partido se transformou em um ambiente de chantagens, “perseguindo parlamentares que não rezam a cartilha governamental”. E foi além: disse que o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) comanda o país com Temer, mesmo preso e condenado por envolvimento na Operação Lava Jato.

A posição política do líder Renan o afastou de seus principais aliados políticos dentro do PMDB e do próprio Senado: o atual presidente da Casa, Eunício Oliveira (CE), que também é o tesoureiro da legenda, e o presidente nacional do próprio partido e líder do governo no Senado, Romero Jucá (RR).

 

Fonte: Congresso em Foco