Obra do Centro de Convivência do Vale do Gavião tem ênfase na acessibilidade


Estudos indicam um aumento na qualidade de vida e na longevidade em idosos que apresentam uma vida social intensa. Com o intuito de promover essa qualidade de vida, preservando a autonomia e mantendo a independência de idosos na região do grande Vale do Gavião, zona Leste da cidade, a Prefeitura de Teresina segue com a execução do Centro de Convivência do Idoso (CCI) em ritmo acelerado. O espaço terá uma área total de 910 metros quadrados e contará com planejamento e mobilidade adequados para o uso total dos espaços.
De acordo com José Alberto, gerente de obras da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste (SDU Leste), o CCI é fruto de um convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social e contrapartida da Prefeitura de Teresina. A obra, que tem custo total de R$ 1.204.012,07, encontra-se avançada e em fase de acabamento. “Estamos entrando na parte final da obra. Recentemente, finalizamos a concretagem da laje, assim como o revestimento do piso, da parede e do reservatório de água. Nesse momento estamos na fase de instalações elétrica e hidráulica e realizando o acabamento geral, que inclui a execução da cobertura. Nossa previsão de entrega é para o segundo semestre deste ano”, explicou o engenheiro.
O superintendente da SDU, João Pádua, explica que a obra foi desenvolvida com ênfase na acessibilidade. A intenção é contribuir para um processo de envelhecimento ativo, saudável e autônomo. “O prédio será totalmente acessível. Por se tratar de um espaço que deve receber em sua maioria pessoas idosas, temos a preocupação em adaptar o ambiente e torná-lo prático e seguro, com rampas de acesso ligando os pisos”, contou.
Os espaços dedicados à terceira idade têm como foco o desenvolvimento de atividades que contribuam no processo de envelhecimento saudável, no desenvolvimento da autonomia e de sociabilidades, no fortalecimento dos vínculos familiares e do convívio comunitário e na prevenção de situações de risco social. Maria do Socorro Pereira, 47 anos, está ansiosa pela entrega da obra. “Nosso bairro tem muitas obras e essa é uma das mais importantes, pois vai contemplar nossos idosos. Ficamos felizes por isso. Como vimos, a execução anda rápido. Eu quero, em breve, utilizar também esse espaço”, contou a moradora da região.
Para o presidente da Associação de Moradores do bairro Vale do Gavião, Mariano Júnior, com a entrega da obra a comunidade soma mais uma conquista. Segundo ele, a região do Vale do Gavião tem carência de atividades voltadas a esse público. “Esse Centro será de referência e vai promover a ocupação e capacitação de quem doou uma vida toda e hoje precisa de acompanhamento, tratamento e cuidado especial. É, sem dúvida, uma grande conquista”, declarou Mariano.
Projeto
O espaço terá uma área total de 910 metros quadrados, contando com um planejamento e mobilidade adequada para o uso dos espaços. O Centro contará com um térreo e um piso superior, banheiros adaptados (feminino e masculino), recepção e secretaria, refeitório, cozinha, despensa e rouparia, além da área para descanso e vestuário. Já no piso superior o espaço incluirá sala de jogos, sala de computação, biblioteca, sala médica e atelier para os idosos desenvolverem projetos artesanais.

 

Ascom