Convênio entre CRECI e Caixa Econômica injetará R$ 11 milhões na economia


A Caixa Econômica Federal abriu mercado para os corretores de imóveis, por meio de um convênio com o Sistema Cofeci-Creci (Conselho Federal e Regionais de Corretores de Imóveis). A instituição bancária está disponibilizando, inicialmente, uma lista com 164 imóveis em todo o Estado, que representa um montante de R$ 11 milhões na economia. Em breve, mais 800 imóveis também estarão disponíveis para venda direta, segundo informações do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Piauí (Creci-PI).

Os corretores interessados em participar dessa parceria devem se credenciar, por meio de um cadastro junto à Caixa Econômica, e estar com sua situação regularizada junto ao Conselho. Logo após a realização desse cadastro, o profissional receberá uma lista de imóveis retomados pela Caixa que estão aptos para serem comercializados novamente. “É uma oportunidade excelente para a categoria, é um novo nicho para os corretores”, destaca Nogueira Neto, presidente do Creci-PI.

O gerente regional de habitação do Piauí, Raul Gomes, avaliou a parceria entre os órgãos e elencou os benefícios para os corretores. “Esse convênio entre a Caixa, o Cofeci e o Creci-PI visa abrir mais o mercado para os corretores. Os profissionais vão ter oportunidade de negociar imóveis que antes não estavam acessíveis e agora serão disponibilizados com valores abaixo do mercado, já avaliados e com documentação em dia, o que traz uma maior probabilidade de comercialização”, ressaltou.

O financiamento desses imóveis será direto com a Caixa Econômica, seguindo as linhas de crédito existentes e já disponibilizadas pela instituição. De acordo com o presidente Nogueira Neto, a linha de crédito já é garantida e o cliente vai obtê-la de acordo com a modalidade do empreendimento desejado. “A renda é um dos grandes desafios, pois é necessário a comprovação da mesma, além de não  estar inscrito em órgão de proteção ao crédito, como o SPC e o Serasa.  Mas, a renda utilizada pode ser familiar, o que facilita a aprovação do crédito, em muitos casos”, finaliza.