Eles criaram uma ‘vaquinha’ para manter ajuda psicológica a crianças na Zona Norte do RJ


A violência e a desigualdade retiram das camadas mais pobres da sociedade brasileira aqueles que deveriam ser direito fundamentais e invioláveis, e a manutenção da própria saúde acaba impedida não só em sentidos mais diretos para tais populações.

Enquanto a ausência ou a precariedade de equipamentos públicos e a falta de saneamento, entre tantos motivos mais, impedem tais cuidados com o próprio corpo, a saúde psicológica acaba completamente negligenciada desde a primeira infância. Foi dessa carência que surgiu o projeto social Crescer & Evoluir, que promove acompanhamento psicológico para crianças no Jacarezinho, Zona Norte do Rio de Janeiro.

A região é assolada por constantes episódios de violência e absoluta carência, e através do projeto, profissionais voluntários atendem semanalmente crianças que procuram ajuda. Os encontros são realizados em uma produtora, que cedeu o espaço, mas os custos com transporte e alimentação estão sendo levantados através de uma campanha de financiamento coletivo, uma vaquinha, que já arrecadou em torno de 36% para manter a iniciativa até o final desse ano.


Favela do Jacarezinho

O projeto lida diretamente com traumas derivados da violência, mas também com situações de abandono familiar, pobreza ou qualquer outra razão de sofrimento trazida pelas crianças – a avaliação inclui atividades lúdicas, e o olhar sobre o que assistem na televisão, aprendem na escola ou nas músicas que escutam. Além disso, há a necessidade de trabalhar com os responsáveis pelas crianças.

O direito à saúde psicológica tem de ser também algo inviolável, e é por isso tão importante, diante da ausência do estado, a presença de tais iniciativas – e consequentemente a vaquinha para permitir a continuidade do projeto “Crescer & Evoluir”, para ajudar assim o que pode haver de mais valioso em uma sociedade: as pessoas, e mais ainda as crianças.

© fotos: divulgação

 

Hypeness