Governo inaugura nova estrutura do Distrito Industrial de Picos nesta terça (20)


O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico (Sedet), inaugura, nesta terça-feira (20), a nova estrutura do Distrito Industrial de Picos. O evento será na Associação Comercial e Industrial da cidade, reunindo autoridades, empresários e a sociedade em geral para comemorar a nova etapa do espaço.

A ideia é instalar mais de 40 empresas, uma forma de incentivar o crescimento do setor, geração de emprego e renda para a cidade e regiões vizinhas.

Segundo o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, Nerinho, a área com 93 hectares abrigará uma moderna infraestrutura que incluirá pavimentação adequada para o trânsito de veículos de grande porte, iluminação, aterro sanitário e a regularização dos lotes a preços subsidiados. Além disso, as empresas serão beneficiadas com incentivo fiscal.

“Vamos promover a economia local, proporcionado mais empregos e oportunidades de crescimento para a população. Este investimento vai influenciar no aumento do PIB local e também melhorar a renda da população”, disse o gestor.

O atual espaço do distrito possui 15 empresas, que já deram entrada no processo de compra das terras, e um total de 25 empresas com interesse em investir a curto prazo. “A previsão é que, com a nova estrutura, o distrito passe a contar com 40 a 50 empresas instaladas”, informou a superintendente do Desenvolvimento Econômico da Sedet, Olga Sousa.

A nova área do Distrito Industrial contará ainda com um Centro Administrativo para atender e orientar os empreendedores, dando suporte necessário para o desenvolvimento dos negócios. Além disso, será instalado também um Recinto Especial para Despacho Aduaneira de Exportação (Redex), visando ao aumento da produtividade no estado, no que se refere às exportações.

Para o presidente da Casa Apis, Antônio Leopoldino, que já está instalada no local, a ampliação do distrito industrial representa um avanço econômico, social e cultural. “A nova estrutura do empreendimento possibilitará a movimentação econômica do município, proporcionando negociações com mercados externos. Sem dúvida alguma, será um instrumento potencial para o desenvolvimento da região”, concluiu Leopoldino.

 

Ascom