Bebê cabeludo faz sucesso na web e atrai curiosos: ‘Olha o Wolverine. Olha o Elvis’


penteado do Heitor Rodrigues Oliveira até parece uma mentira cabeluda para quem não se deparou com o bebê nas ruas de Sorocaba (SP). Aos 4 meses, o pequeno que faz sucesso nas redes sociais atraiu curiosos ainda no berçário. “A primeira coisa que a enfermeira disse foi: ‘nossa, tem mais cabelo do que neném aqui’”, lembra a mãe, Elaine Cerino Rodrigues.

Ao G1, a analista de qualidade, que aproveita os últimos dias da licença maternidade para ficar com o filho, conta que tarefas comuns na rotina se tornaram uma maratona quando está acompanhada com o Heitor.

“Quando eu fui ao shopping com ele fiquei assustada. Foi a primeira vez e me surpreendi. Todo mundo mexia com o Heitor. O pessoal fica falando: ‘olha o Wolverine, olha o Elvis’”, brinca Elaine, de 32 anos.

Sorridente, o bebê esbanja uma simpatia que inspirou os pais a registrarem dois ensaios fotográficos (veja galeria de fotos). No primeiro, ainda com 15 dias de vida, Heitor já esbanjava muitos fios arrepiados na cabeça da criança. “Ficava tudo para cima, mas depois [o cabelo] cresceu tanto que ficou deitado”, comenta.

Nos primeiros 15 dias de vida, a família fez um ensaio do Heitor em Sorocaba (Foto: Bruna Pinheiro/Arquivo pessoal)

Nos primeiros 15 dias de vida, a família fez um ensaio do Heitor em Sorocaba (Foto: Bruna Pinheiro/Arquivo pessoal)

Com o sucesso das primeiras fotos entre os familiares, recentemente o bebê participou de outro ensaio em casa. O espaço foi adaptado com brinquedos. “Foi mais para ter uma recordação e postei umas fotos na internet e acabou tendo uma repercussão”, recorda a mãe sobre as fotos publicadas no começo de abril.

As fotos do Heitor renderam milhares de curtidas no perfil da mãe no Facebook. Só uma das imagens rendeu cerca de quatro mil curtidas até a noite desta quarta-feira (26), além de comentários de internautas. Na ocasião, os pais tinham uma dúvida e ainda pediram a opinião das pessoas: cortar ou não cortar o cabelo?

“O pessoal falou para não cortar porque é muito lindo o cabelo dele assim. Mas algumas pessoas falaram que é para cortar porque menino tem que ter cabelo curto. O pai queria cortar e eu era contra. Aí eu postei na internet para ter opiniões.”

A ideia deu certo. Com a maioria dos comentários aprovando o penteado, segundo a mãe, o pai terá que esperar para apresentar o Heitor ao cabeleireiro. “Depois de uns seis meses eu vou cortar, até pelo bem-estar dele se continuar crescendo do jeito que está”, conta Elaine.

Bebê passeia com a mãe e chama a atenção por onde passa (Foto: Carlos Dias/G1)

Bebê passeia com a mãe e chama a atenção por onde passa (Foto: Carlos Dias/G1)

Bebês cabeludos

O volume de cabelo nos bebês está relacionado com a tendência genética, segundo explica o dermatologista Paulo Lu Tai Zon.

“O principal fator de um bebê nascer careca e outro cabeludo é o padrão genético, que determina isso. O Heitor tem realmente muito cabelo, mas alguns vão cair, não tudo. A maioria vai se manter”, esclarece o médico.

‘Felicidade contida’

Antes de realizar o sonho de ser mãe, Elaine enfrentou a incerteza. Cerca de um ano antes do Heitor nascer, a analista de qualidade sofreu um aborto espontâneo e teve o diagnóstico de um câncer no útero, além da notícia de que não poderia engravidar.

“Eu sempre quis muito ter filho. Tanto que eu engravidei e foi uma coisa que eu planejei bastante.” Na época, ela teve que passar por um tratamento de um ano. Conforme os médicos que a atenderam, uma gravidez seria impossível dali em diante. Meses depois, os pais descobriram que o Heitor estava a caminho, notícia que surgiu poucos dias antes do aniversário da Elaine.

“Eu acredito que ele foi um milagre na minha vida porque, agora, eu consegui engravidar de novo e veio esse presentão aqui, lindo e perfeito.”

Heitor nasceu com 3,9 kg, em Sorocaba, e foi a sensação nos corredores do hospital. Com ele nos braços, os pais puderam se tranquilizar e superar a perda do outro filho.

“Foi bem difícil. Quando eu soube que estava grávida de novo, fiquei insegura e só senti aquela felicidade quando vi ele nos meus braços. Hoje eu não imagino mais minha vida sem ele ”, destaca Elaine.

Elaine tratou câncer no útero antes de engravidar do Heitor (Foto: Carlos Dias/G1)

Elaine tratou câncer no útero antes de engravidar do Heitor (Foto: Carlos Dias/G1)

Susto

No começo desta semana, a família levou um susto ao levar Heitor para ser vacinado em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) na cidade. Conforme a mãe, ele recebeu por engano uma dose contra HPV, usada em adolescente, no lugar da Pneumocócica 10.

“Após uma hora que já havíamos saído do posto de saúde me ligaram dizendo que tinham dado a vacina errada. Tive que correr para o hospital”, relata a mãe. No dia, uma funcionária percebeu o engano e avisou os pais.

A criança não teve nenhuma reação e ficou em observação médica. Em nota ao G1, a Prefeitura de Sorocaba disse que todos os profissionais são treinados e que o caso será apurado.

Sorridente, Heitor ganhou dois ensaios fotográficos dos pais (Foto: Larissa Camargo/Arquivo pessoal)

Sorridente, Heitor ganhou dois ensaios fotográficos dos pais (Foto: Larissa Camargo/Arquivo pessoal)

Fonte: G1