Reunião discutirá aspectos técnicos da perfuração de poços de petróleo e gás natural no Piauí


A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Piauí (SEMAR) realiza na próxima quarta-feira (26/04), reunião destinada à exposição dos aspectos técnicos da atividade de perfuração de poços de petróleo e/ou gás natural no Piauí, composto por 03 (três) blocos de pesquisa, desenvolvimento e produção, de responsabilidade da empresa Ouro Preto Óleo e Gás S/A. A reunião acontecerá às 8h, após café da manhã, no auditório da FIEPI, situado na Av. Industrial Gil Martins, 1810, 9ª andar, Ed. Albano Franco – Bairro Redenção, em Teresina-PI.

“A reunião técnica decorre de um compromisso assumido pela SEMAR durante a audiência pública ocorrida em 15/02/2017, na cidade de Floriano-PI, onde a empresa discutiu com a população o Estudo de Impacto Ambiental – EIA e respectivo Relatório de Impacto Ambiental – RIMA para o licenciamento do empreendimento. Na oportunidade, firmou-se o compromisso de detalhar, em reunião realizada em Teresina, aspectos técnicos e ambientais da atividade em questão”, explica o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí, Ziza Carvalho.

Estarão presentes no evento, dirigentes e técnicos de instituições públicas, de representações de classes, do legislativo, do Ministério Público, professores universitários, imprensa, organizações do terceiro setor, dentre outras. Os interessados em participar da reunião devem confirmar sua presença até o dia 25/04/17, pelo cel. 86 99464-1242, com a Sra. Regina Maria Lima, no horário de 8:00 as 13:30 h.

Sobre a exploração de petróleo e gás

O superintendente de Meio Ambiente da Semar, Carlos Moura Fé, enfatiza que o empreendimento é destinado à prospecção de petróleo e gás natural, na Bacia do Parnaíba, cuja locação dos poços poderá abranger os municípios de Marcos Parente, Landri Sales, Jerumenha, Sebastião Leal e Canavieira – no bloco PN-T-151; Amarante, Arraial, Francisco Ayres, Floriano, Cajazeiras do Piauí, Nazaré do Piauí, Oeiras, São Francisco do Piauí e Regeneração – no bloco PN-T-137; e Ribeiro Gonçalves e Baixa Grande do Ribeiro – no bloco PN-T-165, no estado do Piauí. A bacia do Parnaíba é a quinta maior produtora de gás natural no Brasil e a Ouro Preto já investiu cerca de R$ 30 milhões, em coleta e processamento de dados. A extração de gás e petróleo deve começar ainda este ano.

Os blocos exploratórios foram adquiridos sob regime de concessão na 11ª rodada de licitações promovida pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), em 2013. O bloco PN-T-151 encontra-se localizado integralmente na porção sul do Estado do Piauí, enquanto os blocos PN-T-137 e PN-T-165 estão situados na divisa dos estados do Maranhão e Piauí.