Buraco quase ‘engole’ caminhão após parte de rua ceder em Teresina


Mais um carro quase foi engolido por um buraco ocasionado por conta de vazamentos de água em Teresina. Desta vez, o incidente com um caminhão aconteceu neste sábado (22) na Avenida Henry Wall de Carvalho, bairro Areias, Zona Sul de Teresina.

O ajudante Antônio Pereira contou ao G1 que a viagem de trabalho seguia dentro da normalidade quando ao passar pela avenida alagada foram surpreendidos pela cratera. “Tomamos um susto porque o caminhão quase virou. Tinha um pouco de água na pista, mas nada que pudesse comprometer, pelo menos era o que nós achavamos”, disse.

O caminhão pertence a uma empresa fabricante de ferro e os três trabalhadores seguiam para a cidade de Palmeiras, onde fariam uma entrega de material.

Elísio Macedo, gerente da Agepisa, esteve no local e informou que o asfalto cedeu por conta de um vazamento da adutora. “Um ônibus passou e não cedeu, mas logo em seguida, veio o caminhão e não teve a mesma sorte. A pista estava rachada, tinha água na pista e o peso da carga do caminhão contribuíram para o asfalto ceder”, explicou.

O incidente comprometeu o abastecimento de água aos moradores do bairros Areias e Angelim. “Após a retirada do caminhão, vamos dar início o conserto e vamos acabar com este vazamento. Assim que o trabalho for concluído , o abastecimento de água será normalizado”, pontou.

Buraco quase 'engole' caminhão após parte de rua ceder em Teresina (Foto: Gilcilene  Araújo/G1)

Buraco quase ‘engole’ caminhão após parte de rua ceder em Teresina (Foto: Gilcilene Araújo/G1)

Representantes da SDU – Sul e da Strans estiveram no local controlando o trânsito e acompanhando a obra da Agespisa para que em seguida seja aplicada pavimentação asfáltica.

Segunda vez que safalto cede

Na noite de terça-feira (18) um enorme buraco se abriu na Avenida Maranhão, na Zona Norte de Teresina.No carro que caiu estava apenas o motorista identificado como José de Arimateia Barbosa, que não se feriu, mas ficou bastante assustado com a situação.

A poucos metros do local onde o carro quase foi engolido, já existia outro buraco também de grande proporção.

Fonte: G1 Piauí