Jovem cai de jet-ski e familiares esperam cerca de 20h pelo início das buscas


Uma manobra arriscada e a falta do colete salva-vidas pode ter causado a morte de Kaique Talles, um jovem de 17 anos. Ele estava andando de um jet-ski no Açude Ingazeiras, localizado em Paulistana, a 461 km de Teresina, quando caiu na água. Sem saber nadar, o rapaz afundou e não foi mais encontrado desde as 16h de ontem (25).

De acordo com o secretário de agricultura do município, Renato Carvalho, o local onde aconteceu o acidente tem entre 10 e 15 metros de profundidade. “O amigo que estava pilotando o jet-ski fez uma manobra arriscada e os dois caíram. Kaique estava sem colete e submergiu”, relata.

O outro jovem ainda tentou pegar o jet-ski para salvar o amigo, mas não o encontrou. “Esse rapaz também estava sem colete, mas sabia nadar. Por isso, conseguiu evitar o afogamento. Foi uma tragédia”, lamenta Renato.

Por volta das 11h, o Corpo de Bombeiros ainda não tinha chegado em Paulistana. A equipe teve que sair de Teresina para atender à ocorrência. “Estavam sendo esperados para as 10h e ainda não chegaram, por causa da distância. Geralmente é pra vir de Picos, mas pelo que soubemos a guarnição estavam em outra emergência”, afirma o secretário.

Desde que aconteceu o acidente, familiares de Kaique permanecem no açude e aguardam aflitos por quase 20 horas o início das buscas.

O Açude Ingazeiras é bastante frequentado nos finais de semana e feriados pela população de Paulistana e dos municípios vizinho, que aproveita para andar de jet-ski. No entanto, poucos cumprem as normas para pilotar o veículo. Por lei, é preciso ter mais de 18 anos e ter habilitação específica para jet-ski.  Piloto e passageiros devem estar equipados com colete salva-vidas.

 

Fonte: O Dia