De sheik a homem planta: Corso 2017 é marcado por fantasias inusitadas


Com o número de caminhões tendo reduzido, os foliões fantasiados espalhados pela avenida Raul Lopes, percurso do evento, se sobressaíram

De sheik a homem planta. O Corso de Teresina tradicionalmente é marcado muito mais pela criatividade dos foliões, que usam as mais variadas fantasias, do que o conhecido desfile de caminhões enfeitados.

Mas no Corso 2017, isso ficou ainda mais evidenciado. Com o número de caminhões tendo reduzido, os foliões fantasiados espalhados pela avenida Raul Lopes, percurso do evento, se sobressaíram. Tinha sheik das arábias, Superman, Mulher Maravilha, Batman, bombeiro, diabinha, anjinho… até um surpreendente homem planta.

OS PIRATAS
Paulo Tarso de 52 anos, pizzaiolo estava vestido de pirata, e foi se divertir no Corso com a esposa Raimunda Sousa, 50 anos, que se vestiu de policial sexy. Ele conta que foi a sua mulher quem escolheu a fantasia. “A gente gosta de se fantasiar no Corso. É uma brincadeira sadia. Todo ano a gente vem combinando. Esse ano que a gente veio diferente. Ela escolheu para eu vir de pirata, eu não tenho escolha, não mando em nada”, brincou Paulo.

Casal inova com fantasia de policial e marinheiro

HOMEM PLANTA
Mas o que mais chamou a atenção foi mesmo um homem vestido de… planta! “Eu escolhi essa fantasia de homem planta para incentivar o não desmatamento”, justificou o rapaz de 28 anos que tem um histórico de fantasias inusitadas. “Ano passado eu vim de noiva parideira, ja fui de albino, de perereca suicida… Esse ano foi o homem planta”, explicou.

Homem planta

 

Pai tira foto de criança com o homem planta

BOMBEIRO E LENHADOR
Manoel Oliveira e o irmão Antoniel Marques também fizeram sucesso. Especialmente com a mulherada. Eles escolheram se vestir como lenhador e bombeiro, respectivamente. E olha, o que tinha de cantada e mulher querendo ser salva… “Estou em busca da chapeuzinho vermelho”, disse Manoel brincando. O irmão vestido de bombeiro diz que se simpatiza com a fantasia. “Vim para apagar o fogo das meninas”.

Bombeiro e lenhador