Aqui é praticamente um paraíso, diz Fábio Abreu sobre a segurança pública do Piauí


Em entrevista, ele minimiza a forte onda de violência que assola o estado e fala também que a informação de que vai sair da secretaria para ser deputado é boato

Secretário de Segurança, Fábio Abreu/ (Foto: Reprodução Facebook)

Secretário de Segurança, Fábio Abreu/ (Foto: Reprodução Facebook)

O secretário de Segurança Pública do Piauí, o deputado Fábio Abreu, afirmou ao OitoMeia na manhã desta quinta-feira (29/12) que não pretende assumir cargo de deputado federal na Câmara. A intenção do capitão é continuar à frente da Segurança Pública do Estado.

Ele chama de “boatos” as informações que saem de que ele vai sair da secretaria para assumir como deputado federal. “Esses boatos são besteiras. Eu pretendo continuar com a bandeira da segurança. Não vou assumir a cadeira na Câmara. Acho que interpretaram errado. Vou continuar na segurança”, declarou Fábio Abreu, por telefone.

“PIAUÍ É PRATICAMENTE UM PARAÍSO”
E Fábio sabe que vive um momento conturbado sobretudo na área da Segurança Pública. Não são poucos os piauienses que têm feito críticas ao secretário sobre sua atuação e sobre a onda de violência que tem assolado o Estado. As várias explosões de caixas eletrônicos, os assaltos a mão armada em plena luz do dia são apenas algumas das ocorrências que têm assustado.

Mas para Fábio Abreu, se comparar o quesito Segurança do Piauí com os demais estados, “aqui é um paraíso”. Ele justifica que, quem entende, sabe e concorda com ele: “As pessoas não conhecem, só para ter uma noção tendo em vista o restante do Brasil o Piauí está muito bem. Quem entende reconhece que aqui, em comparação com outros lugares é praticamente um paraíso”.

MUITA COISA SOB INVESTIGAÇÃO
O secretário disse ainda que os constantes assaltos e explosões em caixas eletrônicos estão sendo investigados e já foram realizadas algumas prisões. “Somos um dos estados mais seguros do país, todos os dados oficiais confirmam isso. Sobre essas explosões que tem acontecido, nós já efetuamos algumas prisões de membros das quadrilhas que tem agido nesses casos e estamos investigando”, pontuou.

Fábio Abreu ressaltou que nesse período de festividade e final de ano as operações foram intensificadas tanto na capital como nos interiores do Estado. “Agora no final de ano nós intensificamos as ações, não só em Teresina como nos outros municípios, principalmente no Litoral. Para ter uma ideia, o mês de dezembro tem sido um dos mais seguros do Piauí”, concluiu.