MP recomenda o isolamento da Igreja São Benedito


Parte de torre desabou e Igreja São Benedito fica interditada (Foto: Juliana Barros/G1)
Em setembro, parte de torre desabou. (Foto: Juliana Barros/G1)

Da Redação

Mês passado uma parte do teto da Igreja São Benedito desabou durante a madrugada. Na tarde de ontem, os promotores Maria Eugênia Gonçalves Bastos e Sávio Eduardo Nunes de Carvalho da 30ª Promotoria de Justiça de Teresina juntamente com o Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente (CAOMA) visitaram o local e recomendaram que a Arquidiocese de Teresina suspenda as atividades de restauração que estão sendo feitas na igreja.

Outra recomendação feita pelo Ministério Público é que o adro da igreja seja isolado para evitar aglomerações na área externa da igreja impedindo assim as “missas campais” que continuaram acontecendo normalmente. A condição é que  a obra seja paralisada até a recuperação dos danos provocados pelo desabamento de um dos pontaletes da torre da sineira, que atingiu teto, forro e bancos. Ainda segundo a avaliação do MP os serviços de restauração envolvem equipamentos e máquinas que podem abalar a estrutura do templo, e que a suspensão dos eventos é necessária para garantia da segurança das pessoas.

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) realizou vistoria técnica, mostrando que outros pináculos também estão sob risco de queda, porque existem muitas rachaduras.

Patrimônio Histórico

A Igreja São Benedito exerce um papel marcante no desenvolvimento arquitetônico, religioso e cultural de Teresina. Ela foi tombada e integrada ao patrimônio histórico, artístico e paisagístico do Piauí, através do Decreto Estadual n? 10.663/2011, e tombada, junto com todo seu acervo, pelo IPHAN. Os sinos foram igualmente tombados por decreto municipal, para fins de preservação histórica e cultural.

 

*Com informações do Cidade Verde