Detentas da Penitenciária Feminina recebem primeira eucaristia


Primeira eucaristia na Penitenciária Feminina(Foto:Divulgação Sejus)
Primeira eucaristia na Penitenciária Feminina (Foto:Divulgação Sejus)

Quatro reeducandas da Penitenciária Feminina de Teresina receberam, nessa quinta-feira (27), o sacramento da primeira eucaristia, ação promovida pela Secretaria de Justiça do Piauí (Sejus) em parceria com a Pastoral Carcerária, que já desenvolve projetos religiosos no sistema prisional.

A celebração é resultado de um ano de preparação das detentas em atividades religiosas realizadas na unidade e faz parte do programa de ressocialização promovido pela Secretaria de Justiça, dentro da diretriz que garante o auxílio religioso às pessoas privadas de liberdade no sistema prisional.

Para a reeducanda Keila de Paiva Almeida, o momento da primeira eucaristia representa algo especial. “Foi muito bom, porque eu esperava por este momento há muito tempo. Eu agradeço muito a Deus”, comenta.

Outra detenta que recebeu a eucaristia, Joana D’arc Sousa da Silva também diz que a primeira comunhão é um processo de transformação na vida dela. “É muito especial, porque eu posso mudar a minha vida quando eu sair”, enfatiza.

O padre Adão Cruz, que celebrou a primeira eucaristia na Penitenciária Feminina de Teresina, comemorou o momento. “É o mandado de Jesus: ide por todo o mundo. A Igreja abraça essa causa, através da Pastoral Carcerária, que se preocupa com os que estão à margem. Eu, como sacerdote, digo que é uma missão única”, afirma.

De acordo com a coordenadora de Assuntos Religiosos da Sejus, Layla Catarina Leônidas, a primeira eucaristia é uma vivência importante para a transformação social das reeducandas. “A Pastoral Carcerária está presente em todas as arquidioceses do Piauí e estamos trabalhando juntos, já que a Secretaria de Justiça acredita que a religiosidade é um importante passo para a ressocialização”, destaca.

 

Fonte: CCom Piauí