Pelo menos 21 estados têm escolas e institutos ocupados por estudantes


Terceiro dia de ocupação do prédio da Escola Estadual Ruy Rodriguez, no bairro Itajaí, em Campinas (SP) (Foto: Denny Cesare/ Estadão Conteúdo)
Terceiro dia de ocupação do prédio da Escola Estadual Ruy Rodriguez, no bairro Itajaí, em Campinas (SP) (Foto: Denny Cesare/ Estadão Conteúdo)

Pelo menos 21 estados brasileiros, incluindo o Distrito Federal, têm escolas e institutos ocupados por estudantes, segundo levantamento feito pelo G1. Eles são contrários à medida provisória que trata da reforma do ensino médio e à PEC 241 que limita os gastos na educação.

O movimento que se alastrou pelo Brasil começou no dia 3 de outubro no Paraná. É lá que está concentrado o maior número de ocupações: são 850 escolas estaduais, 14 universidades e três núcleos de educação, segundo o movimento Ocupa Paraná. Onde há ocupação, as aulas estão suspensas.

Já o número divulgado pela Secretaria de Estado de Educação (Seed), na tarde de terça-feira, é diferente: 752 escolas ocupadas, ou seja, 31% do total. Segundo a Seed, 79 escolas já foram desocupadas.

Na segunda-feira (24), um adolescente de 16 anos foi encontrado morto com facadas no pescoço e no tórax na Escola Estadual Santa Felicidade, que está ocupada por estudantes.

De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária (Sesp), ele e outro aluno da escola, de 17 anos, dividiram uma droga sintética e depois se desentenderam.

O segundo estado com mais ocupações é Minas Gerais com mais de 50 instituições de ensino. Em Alagoas há pelo menos 16 unidades, seguida por Rio Grande do Norte com 13, Santa Catarina com 12 e Espírito Santo, 11, segundo levantamento do G1.

Pressão do MEC
O Ministério da Educação deu prazo até a próxima segunda-feira (31) para que as instituições sejam desocupadas, já que muitas delas servirão de locais para aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que ocorre nos dias 5 e 6 de novembro.

O ministro Mendonça Filho disse no dia 19 de outubro que, se as escolas não forem desocupadas até 31, a prova será cancelada para os inscritos nesses locais. Segundo Mendonça, o MEC já tomou a decisão de aplicar nova prova do Enem em data posterior para esses alunos que eventualmente sejam prejudicados por ocupações em escolas. Ele descartou a possibilidade de realocar a prova para outras escolas por problemas de logística.

Veja a lista dos estados que possuem ocupações:

  1. Alagoas
  2. Bahia
  3. Ceará
  4. Distrito Federal
  5. Espírito Santo
  6. Goiás
  7. Maranhão
  8. Mato Grosso
  9. Minas Gerais
  10. Paraíba
  11. Paraná
  12. Pernambuco
  13. Piauí
  14. Rio de Janeiro
  15. Rio Grande do Sul
  16. Rio Grande do Norte
  17. Rondônia
  18. Santa Catarina
  19. São Paulo
  20. Sergipe
  21. Tocantins