Enem pode ser adiado em Picos devido ocupação de estudantes


Arimatéa Dantas, reitor da UFPI. Foto: UFPI
Arimatéa Dantas, reitor da UFPI. Foto: UFPI

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem ser adiadas devido a ocupação de estudantes no campus da Universidade Federal do Piauí, na cidade de Picos.

Os estudantes ocupam o campus desde a terça-feira passada e protestam contra a medida provisória que trata da reforma do ensino médio e também contra a PEC do teto de gastos públicos.

Segundo recomendação do Ministério da Educação é que se os campus não forem desocupados até o dia 31 de outubro, a prova será adiada para os inscritos no local.

O reitor da UFPI, Arimatéia  Dantas,  afirma que tentou conversas com os manifestantes, mas até o momento não foi entregue nenhuma pauta oficial de reivindicação. “Estive com os estudantes por três vezes. Fui até eles na sexta-feira para receber a pauta de reivindicações, mas esta não foi entregue. Remarcamos para o sábado (22), em um horário escolhido por eles, estive lá e mais uma vez, a pauta não me foi entregue. Estou aguardando que hoje receba essa pauta por escrito para que eu possa me manifestar também por escrito”, afirma.

Ainda de acordo com o reitor, as provas marcadas para serem aplicadas no campus de Teresina não sofrerão alterações. “O movimento dos estudantes em Teresina não irá impedir a aplicação das provas. Isso por que as manifestações são pacíficas e limitadas a reitoria”, finaliza.