Processo de acolhimento de pessoas com dependência química será informatizado


Reunião com equipe da ATI e Cendrogas(Foto:Ascom ATI)
Reunião com equipe da ATI e Cendrogas (Foto:Ascom ATI)

O sistema de acolhimento de pessoas com dependência química será informatizado pela Agência de Tecnologia da Informação do Piauí (ATI-PI). Em reunião com o diretor-geral da ATI, Avelyno Medeiros, e equipe técnica do órgão, o coordenador Sâmio Falcão, da Coordenadoria de Enfrentamento às Drogas (Cendrogas), falou sobre a necessidade de informatização desse processo.

“Temos essa demanda de informatizar o sistema da coordenadoria no que diz respeito ao acolhimento das pessoas que procuram a Cendrogas para fazer o tratamento da dependência química”, comenta Sâmio.

“A equipe técnica da ATI fará um cronograma de ações. A partir disso, apresentaremos as etapas desse trabalho à coordenadoria e iniciaremos a criação de um sistema de informação, que terá a qualificação das pessoas que buscam tratamento, tipo de dependência, se é reincidente, entre outras especificidades”, conta Avelyno Medeiros, diretor da ATI.

O sistema desenvolvido pela Agência de Tecnologia do Piauí também vai gerar dados a partir das informações que estiverem na plataforma. “A Coordenadoria de Enfretamento saberá, ao final de cada mês, quantas pessoas foram atendidas, quantas vagas em suas unidades terapêuticas de reabilitação foram preenchidas, possibilitando, assim, um relatório mensal de atividades daquele órgão”, esclarece Avelyno Medeiros.

 

Fonte: CCom Piauí