Alan Kardek faz auto-avaliação após quase 100 jogos e despedida do São Paulo: “6 ou 7”


Alan Kardec foi ao CT do São Paulo nesta terça-feira para se despedir. Foto: Marcelo Hazan
Alan Kardec foi ao CT do São Paulo nesta terça-feira para se despedir. Foto: Marcelo Hazan

Alan Kardec se despediu do São Paulo nesta terça-feira. Durante a tarde, enquanto a equipe treinava no CT da Barra Funda, o atacante aproveitou para abraçar os companheiros, funcionários do clube e também o técnico Edgardo Bauza. O jogador também deu uma rápida entrevista para fazer um balanço da sua passagem pelo Tricolor.
– Foram quase 100 jogos. Foram mais momentos bons do que ruins. Terminei 2014 como titular. Em 2015 começou igual, com gols e ajudando o time, mas veio a lesão. Depois me recuperei e ajudei a equipe. Em 2016 algumas coisas não deram certo. Dou uma nota 6 ou 7, mas sempre dei meu melhor todos os dias. Só guardo coisas boas daqui – avaliou Kardec.

Kardec viaja nesta quarta-feira para a China e vai assinar com o Chongqing Lifan por dois anos e meio. E a rapidez para fechar o negócio foi uma surpresa até mesmo para ele.
– Será uma experiência nova (na China). Tive 12 horas para tomar uma decisão. Cheguei em casa umas 10h30 e brinquei com a minha filha. Depois dormi. Minha esposa me acordou falando que meu empresário queria conversar. Foi até engraçado porque disse: “Não enche, deixa eu dormir”. Depois liguei para ele e explicou a situação. No fim da noite, me disse que o negócio estava andando – explicou o atacante.
– Será bom para o clube e pessoalmente é uma oportunidade nova. Vou para aproveitar e dar meu melhor. Agradeço ao clube e torcedores porque, mesmo nos momentos difíceis, tive o apoio de todos nesses dois anos, principalmente no momento mais complicado, da lesão no joelho. Estou animado com a nova oportunidade – completou.

Os recentes episódios de problemas de jogadores brasileiros na China não parecem incomodar o agora ex-jogador do São Paulo. Nem mesmo o pronunciamento de Diego Tardelli, que chegou a se manifestar por uma rede social contra o Shandong Luneng, fez Kardec repensar sua decisão.
– Vi isso hoje (sobre Tardelli). Cada clube trabalha de uma forma, não tenho de me espelhar nos outros. Acredito que são pessoas sérias que apostaram no meu trabalho – disse.

 

Fonte: Globoesporte.com